Cayo Cangrejo Isabella Mezzadri

San Andrés: custos, hotéis, restaurantes e roteiro

Uma das viagens mais maravilhosas que fiz até hoje foi pra San Andrés e Providência, ilhas paradisíacas do Caribe Colombiano. Pelo fato de que muitas passagens promocionais têm surgido, tem sido um destino cada vez mais visado pelos brasileiros – e algo que ajuda muito também é que não são necessários tantos dias para conhecer bem as duas ilhas. Como expliquei melhor nesse post, que tem mais dicas de roteiro, em uma semana você consegue conhecer os pontos principais.

Se você está pensando em ir pra lá, esse post é especialmente pra você: compilei diversas dicas que com certeza vão te ajudar, principalmente sobre os hotéis, restaurantes, gastos! Mas não deixa de conferir também esse post, em que falei detalhadamente sobre os melhores passeios e praias pra aproveitar sua viagem da melhor maneira possível.

PASSAGENS E GASTOS: quanto dinheiro levar? 

Com todas as promoções que estão acontecendo ultimamente, tenho visto muitas passagens pra lá por 800 e tantos reais, ou seja, menos de mil reais já com taxas. As promoções que tenho visto são especialmente pelo site Melhores Destinos, vale bem a pena acompanhar lá pra ficar de olho (e baixar o app no celular porque ele manda as notificações!).

Por isso e pelo fato de ser um lugar com custos não tão caros (é um dos lugares mais baratos do Caribe), não é uma viagem cara comparada a outros destinos internacionais. Se você optar por hotéis bons mas não luxuosos, comendo bem e fazendo todos os passeios mais bacanas, em uma viagem de 7 dias vai gastar entre 4 e 5 mil reais por pessoa, já considerando passagens e passeios também. Ficando em hostel e economizando mais, dá pra gastar ainda menos que isso.

Uma das perguntas que mais tenho recebido é se é melhor levar dólares ou reais. Pesquisando bastante sobre isso, recebi mais indicações pra levar dólares mesmo porque a conversão é melhor na hora de trocar lá. Isso foi em junho de 2016, então agora que o dólar está ainda mais alto não tenho certeza se continua sendo melhor, mas no nosso caso, nós compramos dólares no Brasil e levamos pra trocar lá mesmo. Trocamos a maior parte no aeroporto de Bogotá na conversão de 2740, e mais um pouco em San Andrés por 2800 – achamos que a conversão estaria pior na ilha mas acabamos conseguindo por um pouco mais. Ou seja, se eu fosse vocês, garantiria trocando uma parte no aeroporto de Bogotá e a maior parte vocês trocam em San Andrés – peçam indicação do pessoal que mora lá do melhor lugar pra vocês conseguirem uma conversão boa, pode ser ou em alguma lojinha ou em banco mesmo. Pra quem for em casal e for ficar em hotéis não tão caros, indico levar uns 600 dólares por pessoa e um cartão de crédito que possam usar lá – a maioria dos restaurantes e hotéis aceita cartão, mas lembrem que tem o IOF!

PROVIDÊNCIA – IR OU NÃO IR?

Mil vezes ir!!! Se você já está com sua viagem próxima e não conseguirá ir, não se preocupe, tem muitas coisas incríveis pra fazer em San Andrés, como mostrei nesse post. Mas Providencia é uma ilha menor, mais vazia e ainda mais paradisíaca – tanto que é nela que fica Cayo Cangrejo, a ilhota em que fizemos a foto abaixo. Só por ela já valeria a pena ir, e quando eu mostrar as fotos das outras praias vocês vão entender porque realmente vale a pena gastar uns dias da viagem lá!

When paradise calls.. Just GO! 😜🌴🐠☀️

A post shared by Isabella Mezzadri 💫 (@isabellamezzadri) on

 

Pra chegar em Providência, é preciso pegar um vôo de meia horinha em um avião minúsculo – uma experiência que eu amei! – mas que é um pouco carinho considerando a trajetória: cerca de 450 reais por pessoa. Compre pelo site da Satena, e lembre-se de comprar com pelo menos um mês de antecedência pra se garantir, porque como são só dois vôos por dia (um lá pelas 10h30 da manhã e outro umas 16h30) e cabem no máximo 20 pessoas por vôo, eles esgotam rapidamente. Uma observação importante: as malas levadas nesse vôo pra Providência não podem ser gigantes e o peso não pode ser maior do que uns 14kg, se não me engano – então a gente por exemplo deixou a mala maior no nosso hotel em San Andrés e só levou uma menor pra lá. Verifica isso direitinho na hora que estiver comprando a passagem!

Tem também uma opção de ir de barco pra Providência, mas eu não indico porque todo mundo disse que não é uma experiência legal, parece que o mar é muito batido então enjoa bastante, e também demora demais!

 

Decolaaaaaando 🛩 #passeio #travel #trip #explorer #lifeofpinna

A post shared by Gil Pinna (@gilpinna) on

 

Crystal waters of Cayo Cangrejo.. 💙

A post shared by Isabella Mezzadri 💫 (@isabellamezzadri) on

 

ONDE SE HOSPEDAR?

Em San Andrés, ficamos 3 noites no Caribbean Island Hotel, depois em Providência ficamos 2 noites na Pousada Enilda e na volta, tínhamos uma última noite em San Andrés, então ficamos no Hostel El Viajero (porque eu queria conhecer, já que tinha ouvido falar bem dele, mas principalmente pra poder dar uma opinião pra vocês depois hahaha). O Caribbean já cobra metade do valor da reserva no cartão de crétido antes da viagem, a outra metade e os outros 2 nós pagamos só lá mesmo – reservei todos pelo Booking.com 

Pra quem quer ir numa vibe mais luxousa, tem os hotéis Decameron, que são all-inclusive e tem vários em localizações diferentes tanto em San Andrés como Providência. Eu gostei bastante do Caribbean Island, por causa da localização (de frente pra praia principal e pertinho do centro, e pertíssimo do aeroporto também, uns 5 minutos de taxi e 15 minutos a pé), preço justo, wi-fi ótimo (digital influencer precisa, né gente hahahaha) e a equipe fofíssima e super prestativa. O único porém, que é importante vocês saberem antes de irem, é que a água do chuveiro na maioria dos hotéis de lá é fria – sim, fiquei meio em choque ao descobrir isso, mas depois de uns dias acostumei, até porque lá faz bastante calor e a pegada lá é mais roots mesmo, e água fria faz bem pra pele e pro cabelo né! hahaha mas o “porém” do Caribbean Island é que além de fria a água era um pouco salgada, tanto do chuveiro como da torneira, então é bom vocês saberem isso porque pode ser que se incomodem com isso mais do que nós (só me incomodou um pouco o fato de meu cabelo estar parecendo uma vassoura depois de 3 dias, mas fora isso, tudo bem! hahahaha). Eu fui em 2016, então pode ser que agora a infraestrutura já esteja melhor ou também que haja outras opções de hotéis bem localizados e com bom custo-benefício, então recomendo bastante pesquisa no Booking, lerem os reviews com calma, etc.

O El Viajero não tem uma localização tão boa quanto o Caribbean (precisa andar uns 10 minutos pra chegar na praia principal), mas achei bem ajeitado por ser um hostel (pegamos quarto de casal com banheiro, super tranquilo) e uma boa opção pra quem quer conhecer uma galera! E a água não era salgada! Hahahaha.

E a Pousada Enilda é um amor, equipe super fofa, água fria porém não salgada, alugamos a scooter pros dias que ficaríamos lá com um contato deles mesmo, e o legal também é que tem comida no hotel à noite (nada luxuoso, mas achei ok! Comi a pizza veggie hahaha).

 

 

 

MONTANDO SEU ROTEIRO

Normalmente todo mundo vai pra passar 7 dias, e foi o que fizemos. Pra quem ainda vai comprar passagem, eu indico de 8 a 10 dias, que acredito que seja o tempo ideal pra aproveitar tudo que as duas ilhas têm a oferecer e conseguir fazer passeios como megulho, parasail, etc. Minha recomendação se tiver só uns 8 dias é passar 4 dias em San Andrés e 3 dias e meio em Providência (ir de manhã no 5º dia de viagem), assim você consegue conhecer todos os lugares incríveis das duas com calma. Mesmo se tiver só 7 dias, passe 2 e meio em Providencia como nós fizemos, vale a pena!

Falei mais sobre roteiro e dicas dos melhores passeios nesse post, não deixem de ler porque ficou super completo e cheio de fotos!

 

Shipwrecked in Rocky Cay 😱 Quem vier pra San Andrés não pode deixar de conhecer Rocky Cay, não só por ser uma praia lindíssima, mas principalmente por causa da ilhota + esse barco naufragado que ficam a uns 500m da praia – e dá pra ir praticamente andando, porque o mar de San Andrés é super rasinho! Mas tem que comprar esses sapatinhos de borracha pra não machucar o pé com os corais e pedras da ilhota, e você vai precisar usar em praticamente todas as praias daqui (mas tem em várias lojinhas e não é caro!). Essa experiência de desbravar o que restou do navio é simplesmente incrível 🙌🏼 E pra fechar, um pulo de cima dele que vou ter que postar o vídeo aqui logo menos! Hahaha Nos arredores dele também é lindo demais pra fazer flutuação, então vale a pena ter seu próprio snorkel nessa viagem 💙

A post shared by Isabella Mezzadri 💫 (@isabellamezzadri) on

 

 

MELHORES RESTAURANTES

 Em San Andrés:

  • La Regatta – Mais chique, todo mundo vai super bem vestido, nem parece que você está em San Andrés hahaha é mais carinho mas vale super a pena ir pelo menos um dia pra conhecer, lá dentro é lindo e o restaurante tem muitas opções de frutos do mar.
  • Aqua – Fica em Rocky Cay, de frente pra praia e são vários bagalôzinhos cobertos (que nos salvaram em um dia de muita chuva, então criamos um carinho especial por esse restaurante hahaha). A comida lá é simplesmente divina, provem o arroz Thai tomando limonada de côco!
  • Casablanca – É uma delícia, pertinho do hotel em que ficamos. É um pouco carinho, mas vale a pena comer lá um dia!
  • Mahi Mahi – Foi o mais difícil de achar, porque eu tinha lido a recomendação, mas muitas pessoas de lá não sabiam informar onde era, até que descobrimos que ele fica dentro do próprio Casablanca – é um cardápio à parte que tem pratos com uma pegada mais Thai, e nós adoramos!
  • Cafe Cafe Pizza – É mais ocidental, tem opções diversas, mas por ser mais barato é uma opção bacana nos dias em que não quiserem gastar muito à noite.
  • Não deixem de provar Arepa, um prato típico Colombiano e Venezuelano que é uma mistura entre tapioca/crepe/pamonha com diferentes opções de recheio (eu amei a de queijo!), e NÃO DEIXEM DE TOMAR MUITA LIMONADA DE CÔCO! Não tem tanto em Providência, é mais em San Andrés, e é muito viciante, então provem! Hahahaha.

 Em Providência:

  • El Divino Niño – Simplesmente maravilhoso! Várias opções de frutos do mar a um preço super justo! Pra quem não é vegetariano, tem um prato que se não me engano chama “misto” que vem lagosta, peixe e camarão ou lula. Dá pra pedir indivudual (custa uns 50 reais, pra vcs terem ideia!) ou pra 2-3 pessoas! Fica em Southwest Bay, praia linda que tem vários restaurantes incríveis pé na areia, então vale a pena ir nele logo no seu primeiro dia em Providência, você não vai se arrepender!
  • Café Studio – É um ótimo pra jantar, fica perto do hotel e tem várias opções incríveis também.
  • Observação importante: todos os restaurantes fecham super cedo, no máximo 21h30, então se programem pra irem jantar umas 20h pra não terem problemas! Nós chegamos tarde demais todos os dias então um dia tivemos que comer pizza (em um lugar perto da pousada) e em outro dia, na própria pousada hahahaha. Sorte que os almoços compensaram, comemos um dia no Café Studio e nos outros dois no Divino Niño! Parece que tem outro restaurante bom perto do Divino Niño, mas todos falam que ele é o mais incrível, então quisemos apostar novamente nele!
  • Provem sucos diferentes de lá, eu gostei muito do suco de Lulo! No Divino Niño os sucos vêm em um copo gigantesco, dá pra pedir um só pra duas pessoas hahahaha. É uma delícia!

 

 

Like a fairy tale, but better

A post shared by Isabella Mezzadri 💫 (@isabellamezzadri) on

 

 

DICAS IMPORTANTES – LEIAM

  • Reforçando, pra quem ainda não comprou passagem: quem for pra San Andrés não pode deixar de ir pra Providencia também. Vocês não vão se arrepender!
  • Quanto fizer seu checkin no vôo de Bogotá pra San Andrés, a funcionária vai te indicar onde você precisa ir lá no aeroporto mesmo pra comprar o Boleto Turístico. Ele custa mais ou menos 60 reais por pessoa, você vai precisar preencher e estar com ele quando for entrar em San Andrés e depois em Providência também. Não perde esse raio desse boleto! Hahahaha. Deixa sempre juntinho do passaporte/identidade (dá pra viajar só com identidade e sem passaporte pra lá, por fazer parte da Colômbia).
  • Faz bastante calor, mesmo nos dias em que chove, então são mais roupas de verão mesmo, e só precisa levar uma ou duas calças confortáveis pros vôos de ida e volta. Leva também uma echarpe pra carregar na bolsa à noite e usar no restaurante caso tenha ar condicionado!
  • Lá tem mil lojas de cremes e perfumes, porque é tipo um “paraíso fiscal”, mais barato que free shop. Mas o que tem pra comprar é isso mesmo, cremes e perfumes. Muitos cremes, sério. Nem precisa levar seu hidratante, compra lá mesmo! Hahahaha.
  • Faça o checkin online para seu vôo de Bogotá pra San Andrés e pegue assentos do lado direito do vôo, é de onde você tem uma visão privilegiada do mar de 7 cores quando estiver chegando na ilha! (lembre-se de não pegar ao lado da asa, se não lá se vai sua vista! hahaha)
  • Novembro é o mês que mais chove lá, então tomem cuidado ao comprarem as passagens! Quando fomos quase morri do coração ao ver a previsão de chuva pros 7 dias em que ficaríamos lá, mas por sorte saiu o sol em uns 4-5, então pudemos aproveitar bastante mesmo assim. Então não fiquem frustrados se chover por alguns dias quando forem, isso é normal lá!
  • Aluguem scooter nas duas ilhas, por no máximo 60 mil COP por dia. Vou dar mais detalhes no post de roteiro, mas caso alguém só consiga ler esse post aqui, fica dada a dica! Hahaha vale muito a pena pra conseguir se locomover pra todas as praias quando você quiser sem ficar dependendo de taxi!
  • Logo no primeiro dia, compre seu próprio snorkel (uns 25 mil COP, se já tiver, leve o seu pra não precisar comprar lá) e sapatinhos de borracha (uns 10 mil COP). Leve o raio do sapatinho com você o tempo todo, use ele sempre quando for fazer snorkel, porque a maioria das praias lá machuca o pé! Hahahaha. E leve sempre o snorkel também, porque a maioria das praias lá é incrível pra fazer snorkeling.

A whole new world.. 🐠💙 #luaempeixes

A post shared by Isabella Mezzadri 💫 (@isabellamezzadri) on

Espero que tenham gostado das dicas! Não deixem de ler também esse post com o roteiro completo que recomendo pra vocês, e todos os passeios que eu considero imperdíveis – tanto os que fizemos como os que acabamos não conseguindo fazer, por causa da chuva e da quantia de dias. Se tiverem quaisquer dúvidas, perguntem aqui nos comentários que será um prazer esclarecer!

 

O que você achou desse conteúdo?